AS PESQUISAS BRASILEIRAS E AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS À PRÁTICA PEDAGÓGICA DE PROFESSORES QUE ATUAM NA EAD

Palavras-chave: Educação a Distância. Formação Docente. Competências.

Resumo

O objetivo desse estudo foi analisar se as pesquisas brasileiras que investigam as competências necessárias à pratica pedagógica de professores que atuam em EaD, abordam o mapeamento de competências, com as características postuladas por Behar, Schneider e Silva (2013). Para tal, foi feita uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo descritiva. Quando ao  procedimento técnico, foi escolhida a pesquisa bibliográfica realizada no portal do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia e, foram selecionadas para 18 pesquisas para análise (13 dissertações e cinco teses). No final da análise, verificou-se que todas as 14 competências listadas por Behar, Schneider e Silva (2013), estavam presentes nessas pesquisas (11 diretamente e três indiretamente). Acredita-se que essas 18 pesquisas podem contribuir para a compreensão do perfil necessário ao professor da EaD, por meio do mapeamento de suas competências, sendo possível refletir também sobre os papéis solicitados a esse, mediante a avalanche de mudanças registradas na EaD nos últimos anos. São mudanças impostas pelas novas relações sociais, impulsionadas pelas tecnologias digitais e seu  uso na educação.

Biografia do Autor

Marcia Gorett Ribeiro Grossi, CEFET-MG
Professora titular do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, lotada no departamento de Educação. Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1987), graduação em Programa Especial de Formação de Docente pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (1990), mestrado em Mestrado Em Tecnologia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (1993) e doutorado em Ciências da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Foi Diretora da Fundação de Apoio à Educação de Desenvolvimento Tecnológico de Minas Gerais (2004 a 2017). Líder do grupo de pesquisa AVACEFETMG. Pesquisa os seguintes temas: educação a distância, educação profissional, informática, neurociências e novas tecnologias digitais.
Fábio Henrique Vital, CEFET-MG
 Mestre em Educação Tecnológica pelo CEFET-MG. Especialista em Gestão Estratégica de Marketing pela UFMG. Graduado em Jornalismo e, em Psicologia pelo Centro Universitário Newton Paiva. Membro do Grupo de Pesquisa AVACEFETMG.    

Referências

ABED. Associação Brasileira de Educação a Distância. Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil: CensoEAD.BR 2018/2019. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2019.
ABED. Associação Brasileira de Educação a Distância. Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil: CensoEAD.BR 2019/2020. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2021.
BEHAR, Patricia A.; SCHNEIDER, Daisy; SILVA, Ketia K. Competências dos atores da educação a distância: professor, tutor e aluno. In: BEHAR, Patricia Alejandra. (Org.). Competências em Educação a Distância. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 152-173.
BEHAR, Patricia A.; BERNARDI, Maira; MORESCO, Silvia F. Competências para a prática pedagógica na educação a distância. In: BEHAR, Patricia Alejandra. (Org.). Competências em Educação a Distância. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 174-194.
BELLONI, Maria Luiza. Educação a distância. 5ª ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2008.
CUNHA, Maria Isabel da. Docência na universidade, cultura e avaliação institucional: saberes silenciados em questão. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 32, mai/ago. 2006.
DAY, Christopher. Desenvolvimento Profissional de Professores: Os desafios da aprendizagem permanente. Porto: Porto Editora, 2001.
GRASSI, Daiane. Competências em educação a distância. In: FARIA, Elaine Turk. (Org.). Educação presencial e virtual: espaços complementares essenciais na escola e na empresa. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006.
KENSKI, Vani M. Políticas públicas educacionais para gestão democrática: reflexões sobre projetos de formação docente via educação a distância (EaD). 2009. Disponível em: . Acesso em: 18 ago. 2020.
MERCADO, Luís P. L.; VIANA, M. A. P.; PIMENTEL, F. S C.; ROCHA, M. L.; PINTO, I. B. Internet e suas interfaces na formação para a docência online. In: SILVA, Marco. (Org.). Formação de docentes para docência online. São Paulo: Edições Loyola, p. 111-137, 2012.
MILL, Daniel R. S. Docência virtual: uma visão crítica. Campinas, São Paulo: Papirus, 2015.
MILL, Daniel R. S. Múltiplos enfoques sobre a polidocência na educação a distância virtual. In: MILL, Daniel R. S. Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos, SP: EdUFSCar, p. 13-22, 2010.
MILL, Daniel R. S. Sobre o conceito de polidocência ou sobre a natureza do processo de trabalho pedagógico na educação a distância. In: MILL, Daniel; RIBEIRO, Luis Roberto de Camargo; OLIVEIRA, Marcia Rozenfeld Gomes de. (Orgs.). Polidocência na educação a distância: múltiplos enfoques. São Carlos: EdUFSCar, p. 25-42, 2014.
MILL, Daniel. Reflexões sobre a formação de professores pela/para educação à distância na contemporaneidade: convergências e tensões. In: Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. São Paulo: Autêntica, 2010.
MOORE, Michael; KEARSLEY, Greg. Educação a Distância: uma visão integrada. São Paulo: Thomson Learning, 2007.
PAVANELO, Elisangela; KRASILCHIK, Myriam; GERMANO, José Silvério Edmundo. Contribuições para Preparação do Professor na Educação a Distância. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, [S.l.], v. 17, n. 1, ago. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.17143/rbaad.v17i1.72.
Publicado
2022-05-23
Seção
Artigos Originais