LINGUAGEM AUDIOVISUAL NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES:

UMA PROPOSTA BASEADA EM DESIGN EDUCACIONAL

  • Cristiane Freire de Sá IFSP - SENAC-SP
Palavras-chave: Linguagem Audiovisual, Design Educacional Complexo, Formação de professores

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar uma discussão teórica baseada nas contribuições da Linguagem Audiovisual e do Design Educacional Complexo (DEC), desenvolvido por Freire (2013), visando contribuirpara a formação de professores na produção de vídeos educacionais. Com a emergência da pandemia por covid-19, o aumento no uso de vídeos nos processos educacionais evidenciou, ainda mais, os desafios docentes na produção audiovisual, embora antes da pandemia esses desafios já pudessem ser observados. Autores como Wohlgemuth (2005) e Rizzo Junior (2011) haviam problematizado a produção de vídeos educacionais; outros pesquisadores, como Priuli (2017) e Rojo e Moura (2012), aprofundaram a questão da linguagem audiovisual como relevante para a prática docente e, em especial, para a formação de professores que, neste momento, estão atuando pelo ensino remoto. Os trabalhos mencionadosindicam que, além do desenvolvimento das técnicas de edição e publicação de vídeos, pode haver a necessidade de se formar professores para compreender a linguagem audiovisual, que é uma das linguagens cada vez mais presentes na contemporaneidade. É nessa perspectiva que este trabalhovisa contribuir para ampliar a habilidade dos professores quanto ao uso da linguagem audiovisual, em razão do seu potencial comunicativo.

Referências

CARRIÈRE, J. A linguagem Secreta do cinema. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994.
COSTA, S. L. V. Oficina on-line complexa como extensão da sala de aula de inglês: percepções e construções. 2018. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2018. Disponível em: encurtador.com.br/moAS1. Acesso em 5 jan. 2021.
FIELD, S. Manual do roteiro: os fundamentos do texto cinematográfico. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.
FREIRE, M. M.; SÁ, C. F. Design Educacional Complexo: Uma proposta para o desenho de cursos complexos In: LEFFA, V. J. (Org.). Tecnologias e ensino de línguas: uma década de pesquisa em linguística aplicada. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2020. p. 88 – 109. Disponível em: http://hdl.handle.net/11624/2921. Acesso em: 5 jan. 2021.
FREIRE, M. M. Complex Educational Design: A Course Design Model Based On Complexity. Campus-Wide Information Systems, v. 30, n. 3, 2013.
MORIN, E. O cinema ou o homem imaginário: ensaio de antropologia sociológica. É Realizações, São Paulo. 2014.
PRIULI, R. M. Uma aula na cabeça, uma câmera na mão: a transposição para videoaula na formação de professores na perspectiva da complexidade. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2017. Disponível em: https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/20810. Acesso em 5 jan. 2021.
RIZZO JUNIOR, S. A. Educação audiovisual: uma proposta para a formação de professores de Ensino Fundamental e de Ensino Médio no Brasil. 2011. Tese (Doutorado em Comunicação e Artes) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: encurtador.com.br/mxyER. Acesso em 5 jan. 2021.
ROJO, R.; ALMEIDA, E. M. (Orgs.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

WOHLGEMUTH, J. Video Educativo Uma Pedagogia Audiovisual. São Paulo: Senac, 2005.
Publicado
2021-10-18
Seção
Revisão da Literatura