Estratégias Ativas no Contexto da Educação Pro ssional e Tecnológica – Ept:

  • Priscilla Caires Santana Afonso Universidade Estadual de Montes Claros
  • Iracema Cruz Veiga Rede Jesuíta de Educação
  • Ramony Maria da Silva Reis Instituto Federal do Norte de Minas - IFNMG
  • Amanda Seixas Murta Instituto Federal do Norte de Minas - IFNMG
Palavras-chave: Metodologias Ativas, Educação Aberta e a Distância, Educação Profissional e Tecnológica, MEDIOTEC, Prática de Formação Profissional.

Resumo

A sociedade do conhecimento impõe à escola novos desafios, que nem sempre são superados por todas as instituições de ensino. Aquelas mais arrojadas, atentas às transformações, optam por dois caminhos: um mais suave, com mudanças progressivas; e outro mais amplo, com mudanças profundas. Fato é, que a forma de aprender e ensinar mudaram e exige que os profissionais da educação mudem e se adequem aos novos tempos, às novas linguagens. No entanto, as políticas públicas, como o MEDIOTEC, têm sido duramente criticadas por fomentar cursos que não respondem às necessidades do mundo do trabalho. Nesse sentido, o objetivo desse artigo é estudar o uso das metodologias ativas nos cursos do MEDIOTEC do IFNMG, como estratégia para a formação de jovens para o mundo do trabalho. Para tanto, a metodologia utilizada está baseada em pesquisa bibliográfica em fontes primárias e secundárias e entrevistas semiestruturadas com os coordenadores de curso. Conclui-se que o IFNMG está em busca de um ensino pautado na qualidade, construindo uma educação contextualizada, de excelência técnica e comprometida com uma postura cidadã de seus alunos; apesar das políticas públicas para a EPT, na atualidade, irem de encontro às necessidades mercadológicas neoliberais.

Biografia do Autor

Priscilla Caires Santana Afonso, Universidade Estadual de Montes Claros
Geógrafa formada pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes Pedagoga formada pela Universidade de Franca Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU Doutora Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU Professora do Departamento de Geociências da Unimotes.
Iracema Cruz Veiga, Rede Jesuíta de Educação
Graduada em Pedagogia pela Universidade Presidente Antônio Carlos- UNIPAC Especialista em Gestão Estratégica de Pessoas pela Faculdade Senac-Minas Coordenadora Pedagógica em Escola da Educação Infantil - Rede Jesuíta de Educação
Ramony Maria da Silva Reis, Instituto Federal do Norte de Minas - IFNMG
Pedagoga formada pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes.  Licenciada em Letras Inglês ormada pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes.  Licenciada em Letras Português ormada pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes.  Mestre em Educação pela Universidade de Itaúna - UIT Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC-MG Professora do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) e Coordenadora Geral do Pronatec/IFNMG. Membro e professora do mestrado PROFEPT/IFNMG.  
Amanda Seixas Murta, Instituto Federal do Norte de Minas - IFNMG
Fisioterapeuta formada pelas Faculdades Integradas Pitágoras. Especialista em Biblioteconomia pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá Especialização em Educação a Distância pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - IFNMG Mestrade em Saúde, Sociedade e Ambiente pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM linha de pesquisa Educação, Cultura e Saúde Técnico Administrativo do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais - IFNMG Coordenadora Geral dos Cursos Técnicos do Mediotec/Pronatec/Bolsa Formação - CEAD-IFNMG.

Referências

ABREU, J. R. P. Contexto Atual do Ensino Médico: Metodologias Tradicionais e Ativas - Necessidades Pedagógicas dos Professores e da Estrutura das Escolas. 2011. 105 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2009.
AFONSO, A. M.M., GONZALES, W.R.C. Educação Profissional e Tecnológica: análise e perspectivas da LDB/1996 a CONAE 2014. In: Ensaio: avaliação, política pública e educação, Rio de Janeiro, 2016, v. 24, n. 92, p. 714-742, jul/set. 2016.
ALMEIDA. G.C.S. A formação do trabalhador em cursos à distância: um estudo sobre a rede e-tec. Goiania, 2018, 247 f. Tese (Doutorado em Educação), Faculdade de Educação-Universidade Federal de Goias, Goiânia, 2018.
CAIRES, V. G.; OLIVEIRA, M. A. M. Educação profissional brasileira: da colônia ao PNE 2014-2024. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.
COSTA, R. L. Educação profissional técnica de nível médio a distância: estudo da mediação docente no modelo da Rede e-Tec Brasil na rede federal. 2015. 263 f. Tese (Doutorado em Educação), Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2015.
DEWEY, J. Vida e Educação. São Paulo: Nacional. 1950.
DISEL, A., BALDEZ, A.L.S., MARTINS, S.N. Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. In: Revista Thema, vol. 14, n. 1, 2017.
FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. 36. ed, São Paulo: Paz e Terra, 2009.
FRIGOTTO, G., RAMOS, M. MOURA, D. H. MeditoTec: a mesma qualificação para a mesma classe social. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. 2017. (Entrevista). Disponível em: http://www.epsjv.fiocruz.br/noticias/reportagem/mediotec-a-mesma-qualificacao-para-a-mesma-classe-social. Acesso em: 07/04/2019.
____________, CIAVATTA, M., RAMOS, M. A política de Educação Profissional no Governo Lula: um percurso histórico controvertido. Educação e Sociedade: Campinas, 2005, v. 26, p. 1087-1113. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em 07/04/2019.
GUEVARA, J. de H., DIB, V. C. Da sociedade da Informação à sociedade do conhecimento. 2008. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2015/anais/pdf/BD_213.pdf. Acesso em 12/05/2020.
HENGEMÜHLE, Adelar. Formação de professores: da função de ensinar ao resgate da educação. 3 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.
KOCH, Ingedore. G. V. Argumentação e linguagem. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2002.
KUENZER, A. A Educação Profissional nos anos 2000: a dimensão subordinada das políticas de inclusão. In: Educação e Sociedade. Campinas, 2006, v. 27, n. 96, Ed. Especial, p. 877-910.
MORÁN, J. Mudando a Educação com Metodologias Ativas. In: SOUZA, C.A., MORALES, E.T. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Ponta Grossa: Foca-Foto PROEX – UEPG, 2015, Coleção Mídias Contemporâneas.
NOVAK, J. D.; GOWIN, D. B. Aprender a aprender. 2. ed. Lisboa: Plátano Edições Técnicas. 1999.
OLIVEIRA, L. A. C., MIRANDA, E.A. Política de Educação Profissional: algumas reflexões sobre o PRONATEC. In: Anais do 1º Colóquio Nacional e 1º Colóquio Internacional A produção do conhecimento na Educação Profissional. Natal/RN, IFNR, jul/2017.
OLIVEIRA, R. de. Precarização do trabalho: a funcionalidade da educação profissional. In: Revista Diálogo Educacional. Curitiba: 2015. v. 15, n. 44, p. 245-266.
OTRANTO, C.R. Criação e Implantação dos Institutos Federais de Educação. In: Revista de Eduação. Rio de Janeiro-UERJ: 2010, v. 21, n. 31, p. 25-40. Disponível em: http://www.ufrrj.br/SEER/index.php?journal=retta&page=article&op=view&path%5B%5D=3128. Acesso em 07/04/2019.
PACHECO, E. (org.). Perspectiva da Educação Profissional Técnica de Nível Médio: proposta de diretrizes curriculares nacionais. São Paulo: Moderna, 2012, 143p.
PEREIRA, S. C. S.; PASSOS, G. O. As políticas para a educação profissional técnica de nível médio: dois projetos em disputa. In: V Jornada Internacional de Políticas Públicas. São Luiz: 2011.
ROGERS, C. Liberdade para Aprender. Belo Horizonte: Ed. Interlivros, 1973.
SCALABRIN, I.C.; MOLINARI, A. M. C. A importância da prática de estágio supervisionado na licenciatura. In: Revista UNAR, vol.07, n.1, 2013. Disponível em: http://revistaunar.com.br/cientifica/documentos/vol7_n1_2013/3_a_importancia_da_pratica_estagio.pdf. Acesso em: 21/01/19.
SOUZA, Cacilda da Silva; IGLESIAS, Alessandro Giraldes; PAZIN-FILHO, Antonio. Estratégias inovadoras para métodos de ensino tradicionais – aspectos gerais. Medicina , v. 47, n. 3, p. 284-292, 2014.
Publicado
2020-11-19
Seção
Artigos Originais