Modelo de Avaliação das Competências Tutoriais Aplicado aos Cursos De Graduação da UFAM no Âmbito da UAB

  • Jurandir Dutra Universidade Federal do Amazonas
  • Joao Victor Rodrigues Universidade Federal do Amazonas
Palavras-chave: Avaliação de desempenho. Ferramenta gerencial. Competências tutoriais

Resumo

Propõe-se neste trabalho a concepção estrutural de um modelo de avaliação das competências tutoriais aos cursos de educação a distância oferecidos pela Universidade Federal do Amazonas – UFAM no âmbito da Universidade Aberta do Brasil – UAB visando funcionar como uma ferramenta gerencial para a tomada de decisão, mas também como instrumento norteador autoavaliativo. O modelo desenvolvido foi elaborado de acordo com a metodologia de 360º, onde todos os atores envolvidos no sistema participam. A proposta aborda sete dimensões de competências tutoriais, sendo seis comportamentais e uma técnica. Foram aplicados questionários aos alunos, coordenadores de tutoria e ao próprio tutor. No total de 612 respostas, 502 foram de alunos, sendo que cada aluno avaliou até dois tutores – presencial e/ou a distância. Após a coleta inicial dos dados passou-se a calibração e validação do modelo. Os ajustes foram realizados para dar celeridade e segurança ao processo. Os testes estatísticos aplicados retornaram com forte significância, tanto para o universo da amostra estudada, quanto para o comportamento das respostas obtidas. Dessa forma, é possível afirmar que o modelo proposto dentro das dimensões avaliadas apresenta relevância e significância, como pode ser observado pela distribuição e agrupamento espacial dos fatores analisados estatisticamente.

Biografia do Autor

Jurandir Dutra, Universidade Federal do Amazonas
Professor do departamento de administração da Faculdade de Estudos Sociais da Universidade Federal do Amazonas

Referências

BERGAMINI, C. Revisão crítica dos conceitos tradicionais de motivação e levantamento de um perfil motivacional brasileiro. Universidade de São Paulo, São Paulo, 1983. Tese (doutorado)

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE, 2010. Disponível em http://www.ibge.org.br. Acesso em 11/11/2017.

CHIAVENATO, I. Recursos Humanos: o capital humano nas organizações. 9ª Ed. 5ª Reeimpressão - Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

COLLINS, M.; BERGE, Z. L.; Facilitating interaction in computer mediated online courses. FSU/AECT Distance Education Conference, Tallahasee FL, June, 1996. Disponível em http://star.ucc.nau.edu/~mauri/moderate/flcc.html Acesso em 11/11/2014.

DEMING, W. E. Out of the Crisis. MIT Center for Advanced Engineering Study. 1986. ISBN 0-911379-01-0.

EMERENCIANO, M. S. et al. Ser presença como educador, professor e tutor. Colabor@_Revista Digital da CVA – RICESU, 2001. ISSN 1519-8529, Disponível em HTTP://www.ricesu.com.br/colabora/n1/artigos/n_1/id02.pdf. Acesso em 11/11/2014.

FERREIRA, Jr. S. et al. A modernização agropecuária nas microrregiões do Estado de Minas Gerais. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, 2004. V 42, n. 1, jan/mar.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

HAIR, Jr. J. F. et al. Análise Multivariada de Dados.5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

LITWIN, E. Educação a distância: temas para debate de uma nova agenda educativa. Porto Alegre: Artmed, 2001.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada. Belo Horizonte. Editora UFMG, 2005.

SINGH, K. P. et al. Water quality assessment and apportionment of pollution sources of Gomti river (Índia) using multivariate statistical techniques: a case study. Analytica Chimica Acta, 2005. V. 538, p. 355-374.

VERGARA, S. C. Gestão de Pessoas. 8ª ed. São Paulo: Atlas, 2009.

Publicado
2019-08-02
Seção
Artigos Originais