O tutor a distância e sua formação para o trabalho em ambientes virtuais de aprendizagem

Wagner Rambaldi Telles, Agnaldo da Conceição Esquincalha

Resumo


Este trabalho tem como objetivo relatar a experiência da implantação de um curso de formação de tutores para atuar em ambientes virtuais de aprendizagem de cursos na modalidade Educação a Distância (EaD) oferecido por uma instituição federal de ensino superior situada no Estado do Rio de Janeiro. São apresentadas ainda, uma breve revisão da literatura sobre o tema, bem como as habilidades consideradas indispensáveis ao tutor para que ocorra uma aprendizagem autônoma do educando. Essas contribuições teóricas servem de suporte para discutir o modelo escolhido para o Curso de Formação de Tutores para Educação a Distância (CFTEaD), oferecido pela instituição. Por meio de um estudo exploratório envolvendo os participantes do curso, foi possível observar que o CFTEaD se apresenta como uma eficiente estratégia de formação para profissionais que pretendem atuar na modalidade a distância, mais especificamente, como tutores a distância, estando em consonância com as propostas sugeridas na literatura consultada.

Palavras-chave


Tutoria; Formação de Tutores; Educação a Distância.

Texto completo:

PDF PDF - Inglês

Referências


ARETIO, L. G. La educación a distancia. Barcelona: Ariel SA, 2001.

BAIRRAL, M. A. Desenvolvendo-se criticamente em Matemática: a formação continuada em ambientes virtualizados. In: FIORENTINI, D; NACARATO, A. Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática. São Paulo - Musa Editora. Campinas, 2005.

BELLONI, M.L. Educação a Distância. 3. ed. São Paulo: Autores Associados, 2003.

BRASIL. CNE. Câmara da Educação Básica. Resolução no. 1 de 2 de fevereiro de 2016. Disponível em http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=03/02/2016&jornal=1&pagina=6&totalArquivos=56. Acesso em 20 fev 2016.

BRASIL. Decreto n. 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil. 2006. Disponível em: . Acesso em: 23 mai 2011.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educação nacional Lei nº 9.394/96. 5. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Referenciais de qualidade para a EaD. 2007. Disponível em: . Acesso em: 07 mai 2013.

BRASIL. Relatório de Avaliação do Plano Plurianual 2008-2011. 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 mai 2011.

CAMPOS, F.C.A.; COSTA, R.M.E.; SANTOS, N. Fundamentos da Educação a Distância, Mídias e Ambientes Virtuais. Juiz de Fora: Editar, 2007.

CASSOL P.M. O Intercâmbio do Saber. Florianópolis, 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia da Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, 2002.

CORREIA, S.; LENCASTRE, E.R. Comparação de Ambientes Virtuais de Aprendizagem estratégias de avaliação. Jornal Foundations, v. 33, p. 1-13, 2007.

COSTA, C.J. Modelos de educação superiora distância e implementação da Universidade Aberta do Brasil. Revista Brasileira de Informática na Educação, v. 15, p. 09-16, 2007.

DOMINGUES, E. Avaliação de fóruns de discussão. In: CONSTRUÇÃO COLETIVA. Avaliação em EaD. Disponível em: . Acesso em: 27 mar 2012.

EQUIPE DO PROJETO EaD – CPD – MOODLE UFBA. Manual do MOODLE – Perfil de Professor, 2008. Disponível em: . Acesso em: 23 mar 2011.

ESQUINCALHA, A. C. Conhecimentos revelados por tutores em curso de formação continuada para professores de Matemática na modalidade a distância. Tese de Doutorado (Educação Matemática), São Paulo: PUC-SP, 2015.

ESQUINCALHA, A. C.; ABAR, C. A. A. P. Contribuições para formação de tutores de cursos a distância para professores de matemática. In: Anais do II Fórum GT 6 – SBEM: Educação Matemática: Novas Tecnologias e Educação a Distância, 2014, Rio de Janeiro.

ESQUINCALHA, A.C. Guia do Tutor dos cursos de Pós-Graduação do LANTE. Niterói: UFF, 2010.

ESQUINCALHA, A.C.; TELLES, W.R.; COSTA, J. S.; ROBAINA, D.T. Sistemas de tutoria em cursos de Pós-Graduação a Distância: o caso do Laboratório de Novas Tecnologias de Ensino da Universidade Federal Fluminense. In: INTERNATIONAL DISTANCE EDUCATION CONGRESS-CREAD, 30, 2009, Concepción. [Anais...]. Concepción, 2009.

GIANNELLA, T.R.; STRUCHINER, M.; RICCIARDI, R.M.V. Lições aprendidas em experiências de tutoria a distância: fatores potencializadores e limitantes. Tecnologia Educacional, ano XXXI, n.161/162, 2003.

GUSSO, S.F.K. O tutor-professor e a avaliação da aprendizagem no ensino a distância. Ensaios Pedagógicos: Revista Eletrônica do Curso de Pedagogia das Faculdades OPET. Disponível em: . Acesso em: 25 mar 2011.

MAGGIO, M. O Tutor na Educação a Distância. In: LITWIN, Edith (Org.). Educação a distância: temas para o debate de uma nova agenda educativa. Porto Alegre: Artmed, 2001, p. 93-110.

MARCHETTI, A.P.C.; BELHOT, R.V.; SENO, W.P. Educação a distância: diretrizes e contribuições para a implantação dessa modalidade em instituições educacionais. ColaboraRevista Digital da CVA-RICESO, v. 3, n. 9, p. 1-9, 2005.

MEDEIROS, L; MACEDO, M; AMARAL, S; RIBEIRO, V. Sistemas de Tutoria em Cursos a Distância. Ministério da Educação - MEC, Secretaria de Educação a Distância - SEED. Sistema Universidade Aberta do Brasil - UAB. Programa Interinstitucional de Capacitação em EaD para a UAB. Rio de Janeiro: 2010.

MISHRA, P., KOEHLER, M. Technological Pedagogical Content Knowledge: A framework for teacher knowledge. Teachers College Record, v. 108, n. 6, p. 1017-1054, 2006.

NUNES, A.K; SANTOS, G.M. Introdução a Educação a Distância. 2. ed. Aracaju: UNIT, 2007.

PETERS, O. A Educação a Distância em Transição. São Leopoldo: Unisinos, 2003. PIMENTEL, F.S.C. A formação do tutor online. In: III EPEAL - ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DE ALAGOAS, 2008, Maceió. Anais do III EPEAL, 2008.

PRADO, M.E.B.B. EaD: Integrar saberes e tecer redes. 2003. Disponível em: . Acesso em: 19 fev 2011.

PRETI, O, OLIVEIRA, G. M. S. A tutoria num curso de licenciatura a distância: concepções e representações. 2004. Disponível em http://www.uab.ufmt.br/uab/images/artigos_site_uab/tutoria_concepcoes_representacoes.pdf. Acesso em 10 mar 2013.

RICCIO, N.C.R.; SILVA, P.R.; SOUZA, E.P. Formação de tutores para Educação a Distância com ênfase na interatividade. In: WORKSHOP SOBRE INFORMÁTICA NA ESCOLA, 13, Rio de Janeiro, 2007. [Anais do XXVII Congresso da SBC]. Salvador, 2007.

RODRIGUES, G.M. Definição de um ambiente de cursos para ensino/aprendizagem de Estatística via Internet. Trabalho de Conclusão de Curso (Ciência da Computação). Instituto de Física, Universidade Federal de Pelotas, 2002.

SALVADOR, D.F. Uma introdução aos Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Disponível em: . Acesso em: 25 mar 2011.

SCHLOSSER R.L. A atuação dos tutores nos cursos de educação a distância. Revista Digital da CVA – Ricesu, v. 6, n. 22, fev. 2010.

STRUCHINER, M.; GIANNELLA, T.R. Educação a distância: conceitos e potencialidades. IN: STRUCHINER, M.; GIANNELLA, T.R. Aprendizagem e Prática Docente na Área da Saúde: paradigmas, conceitos e inovações. OPAS: Washington, 2005.

VASCONCELOS, C.F; MERCADO, L.P. Tutoria a Distância no Ensino de Matemática. In: MERCADO, Luís P. (org.). Percursos na formação de professores com tecnologias da informação e comunicação. Maceió: Edufal, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.17143/rbaad.v16i0.278

Fontes de Indexação:

 

© Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância
Brazilian Review of Open and Distance Learning Rua Vergueiro, 875 - 12º andar, conjuntos 123/124
Liberdade - CEP 01504-000 - São Paulo - Brasil
Tel: (55) 11 3275-3561 / Fax: (55) 11 3275-3724
rbaad@abed.org.br