Análise das publicações nacionais sobre educação a distância na área da saúde

Flávia Cristina Carbonero

Resumo


A educação a distância (EaD) vem sendo incluída como uma positiva estratégia para qualificação profissional no Brasil. Com a necessidade de atualização constante dos profissionais da área da saúde, nasceu a proposta do presente estudo de elencar e analisar as publicações nacionais sobre EaD na referida área, buscando conhecer quais são os as subáreas da saúde que mais oferecem essa modalidade no Brasil e quais os benefícios das propostas a distância para estes profissionais. Trata-se de uma revisão de literatura por meio de buscas de artigos científicos na Biblioteca Virtual em Saúde (Bireme), contendo temas de gestão, participação e educação em saúde. Foram selecionados oito artigos científicos publicados no Brasil. Conclui-se que existe uma prática multidisciplinar em se tratando do oferecimento e da adesão aos cursos de capacitação profissional na modalidade EaD, estando composto este corpo de trabalhadores por médicos, enfermeiros, odontologistas, além de membros da equipe de Estratégia de Saúde da Família, do SUS, o que permite qualifica- ção e atualização de qualidade para estes profissionais, além de proporcionar melhorias no cuidado à população brasileira em áreas com precariedade de assistência à saúde.

Palavras-chave


Educação a distância. Saúde

Texto completo:

PDF PDF - Inglês

Referências


CAMACHO, Alessandra Conceição Leite Funchal. Análise das publicações nacionais sobre educação a distância na enfermagem. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 62, n.4, jul-ago 2009. Disponível em . Acesso em: 08/06/2014.

CARVALHO, Mônica de; SOUZA, Maria Fátima de. Como o Brasil tem enfrentado o tema provimento de médicos? Comunicação Saúde Educação, v. 17, n. 47, out./dez. 2013. Disponível em: . Acesso em: 15/07/2014.

CORREIA, Adélia Delfina da Motta Silva; DOBASHI, Beatriz Figueiredo; GONÇALVES, Crhistinne Cavalheiro Maymone et al. Telessaúde Brasil Redes e Teleodontologia: relato da experiência em Mato Grosso do Sul. J. Bras. Tele., v. 2, n. 2. jun 2013. Disponível em: . Acesso em: 08/06/2014.

DUBEUX, Luciana Santos; CAZARIN, Gisele; FIGUEIRÓ Ana Claudia et al. Formação de avaliadores na modalidade educação a distância: necessidade transformada em realidade. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, v. 7, n. 1, nov. 2007. Disponível em: . Acesso em: 01/07/2014.

FRÓES BURNHAM, Teresinha; PINTO, Gabriela Rezende; RICCIO, Nicia Cristina Rocha et al. Ambientes virtuais de aprendizagem na formação de formadores em educação a distância. In: VALENTE, V. R. et al. (orgs.). Educação a distância e ambientes virtuais de aprendizagem: uma troca de experiência luso-brasileira. Salvador; Universidade do Estado da Bahia, 2007. Disponível em: . Acesso em: 08/08/2014.

HADDAD, Ana Estela; RENDEIRO, Márcia; CORREIA, Adélia Delfina da Motta Silva et al. Experiência da rede brasileira de teleodontologia. J. Bras. Tele. v. 2, n. 2, 2013. Disponível em: . Acesso em: 08/06/2014.

JUNIOR, José Diniz; BERTIM, Mônica Fernandes; VALENTIM, Ricardo Alexsandro de Medeiros et al. O grupo especial de interesse em educação médica como estratégia facilitadora da aprendizagem colaborativa a distância para os profissionais da saúde. J. Bras. Tele., v. 3, n. 1, mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 08/08/2014.

LIMA, Claudio Marcio Amaral de Oliveira; dos SANTOS, Alair Augusto Sarmet; MONTEIRO, Alexandra Maria Vieira. Telerradiologia no Brasil: uma breve revisão histórica. J. Bras. Tele., v. 2, n. 1, mar. 2013. Disponível em: . Acesso em: 08/06/2014.

MARTINS-MELO, Francisco Rogerlândio; LIMA, Mauricélia da Silveira; JÚNIOR, Alberto Novaes Ramos et al. Modalidade de educação a distância na formação profissional em saúde da família: relato de experiência. Rev. Bras. Med. Fam. Comunidade. Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, jan.-mar. 2014. Disponível em: . Acesso em: 19/09/2014.

MCLAREN, Paul. Telemedicine and telecare: what can it offer mental health services? Adv. Psychiatry Treat., v. 9, 2003. Disponível em: . Acesso em: 19/09/2014.

MORAN, José Manuel. O que é educação a distância, out. 2005. Disponível em: . Acesso em: 12/08/2014.

MORIN, E. Ciência com consciência. Tradução Maria D. Alexandre e Maria Alice Sampaio Dória. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

NOVAES, Magdala de Araujo; MACHIAVELLI, Josiane Lemos; VILLA VERDE, Filipe Cesário et al. Tele-educação para educação continuada das equipes de saúde da família em saúde mental: a experiência de Pernambuco, Brasil. Revista Comunicação e Saúde, v. 16, n. 43, out. dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 12/08/2014.

OLIVEIRA, Marluce Alves Nunes. Educação a distância como estratégia para a educação permanente em saúde: possibilidades e desafios. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 60, n. 5, set.-out. 2007. Disponível em: . Acesso em: 19/09/2014.

RANGEL-S, Maria Ligia; BARBOSA, Ana de Oliveira; RICCIO, Nicia Cristina Rocha et al. Redes de aprendizagem colaborativa: contribuição da educação a distância no processo de qualificação de gestores do Sistema Único de Saúde – SUS. Interface: Comunicação, Saúde, Educação. 2012. Disponível em: . Acesso em: 12/08/2014.

TEIXEIRA, Elisabeth; FERNANDES, Josicelia Dumêt; ANDRADE, Andréia de Carvalho et al. Panorama dos cursos de graduação em enfermagem no Brasil na década das Diretrizes Curriculares Nacionais. Rev. Bras. Enferm., v. 66, 2013. Disponível em: . Acesso em: 12/08/2014.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Constitution of the World Health Organization. Am. J. Public Health Nations Health, v. 36, n. 11, nov. 1946. Disponível em: . Acesso em: 19/09/2014.

______. Relatório mundial da saúde. Saúde mental: nova concepção, nova esperança. Genebra: WHO, 2001. Disponível em: . Acesso em: 10/12/2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.17143/rbaad.v15i0.273

Fontes de Indexação:

 

© Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância
Brazilian Review of Open and Distance Learning Rua Vergueiro, 875 - 12º andar, conjuntos 123/124
Liberdade - CEP 01504-000 - São Paulo - Brasil
Tel: (55) 11 3275-3561 / Fax: (55) 11 3275-3724
rbaad@abed.org.br