Práticas educacionais inclusivas na área de deficiência intelectual: análise do nível de satisfação dos professores-cursistas

Silvana Galvani Claudino-Kamazaki, Vera Lúcia Messias Fialho Capellini

Resumo


Este artigo apresenta a análise da satisfa- ção dos professores-cursistas sobre a 6ª edi- ção (2013) do curso Práticas Educacionais Inclusivas na Área de Deficiência Intelectual, oferecido pela Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista (Unesp) com apoio do Ministério da Educação (MEC) na modalidade a distância. Para tanto, inicialmente realiza uma breve análise do que vem sendo considerado por alguns pesquisadores (SOMMER et al., 2012; VOLPATO; RIBEIRO, 2012; CUNHA, 2012) como qualidade na formação inicial e continuada de professores e sua relação com as alternativas possibilitadas pela modalidade a distância para, posteriormente, apresentar a análise das respostas enviadas pelos professores-cursistas via questionário de avaliação do curso em questão. O trabalho está, desta forma, organizado em três momentos: 1) breve panorama sobre a qualidade da formação docente nos cursos de graduação em nível superior; 2) reflexões sobre a relação desta qualidade com a forma- ção continuada dos profissionais por meio da modalidade de educação a distância (EaD); 3) dados relativos à avaliação realizada pelos participantes do referido curso.

Palavras-chave


Formação continuada. EaD. Educação Inclusiva.

Texto completo:

PDF PDF - Inglês

Referências


ALVES, L. Educação à Distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Revista Brasileira da Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, Vol. 10, 2011, p.83 - 92. Disponível em: . Acesso em: 30/01/2015.

ARAGÃO, J. M. A. O gênero chat educacional em ambientes de ensino a distância. Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2008. Dissertação de Mestrado. Disponível em: . Acesso em: 12/03/2015.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa/Portugal: Edições 70, 2009. BARRETO, R. G. A formação de professores a distância como estratégia de expansão do ensino superior. Revista Educação e Sociedade, Campinas, vol. 31, nº 113, out-dez/2010, p.1299-1318. Disponível em: . Acesso em: 27/01/2015.

BEZERRA, M. A; CARVALHO, A. B. G. Tutoria: concepções e práticas na educação à distância. In SOUSA, R. P.; MIOTA, F. M. C. S. C.; CARVALHO, A. B. G. (orgs.) Tecnologias digitais na educação [online]. Campina Grande: EDUEPB, 2011. Disponível em: . Acesso em: 11/03/2015.

BRASIL, Ministério da Educação e Cultura. Decreto n. 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Disponível em: . Acesso em: 22/01/2015.

BRASIL, Ministério da Educação e Cultura. Decreto n. 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Disponível em: . Acesso em: 23/01/2015.

BRASIL, Ministério da Educação e Cultura. Decreto n. 5.800, de 8 de junho de 2006. Disponível em: . Acesso em: 22/01/2015.

CAPELLINI, V. L. M. F.; RODRIGUES, O. M. P. R.; VALLE, T. G.; MELCHIORI, L. E.; ZANATA, E. M.; LEITE, L. P.; LEPRE, R. M. Perfil e avaliação dos participantes de um curso de formação continuada em Práticas Educacionais Inclusivas na modalidade a distância. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v.6, n.1, p. 79-89, jan.-jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 07/04/2015.

CARVALHO, A. B. Os múltiplos papéis do professor em educação a distância: uma abordagem centrada na aprendizagem. In: 18° Encontro de Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste – EPENN. Maceió, 2007. Disponível em: . Acesso em: 12/03/2015.

CITOLIN, C. B.; FELDEN, E. L.; MASSENA, E. P.; FORSTER, M. M. S.; AZEVEDO, M. A. R.; SOARES, S. R. A relação entre ensinar; aprender/pesquisar: os professores pesquisadores qualificam o ensino de graduação? In CUNHA, M. I. (org.) Qualidade na graduação: a relação entre ensino, pesquisa e extensão e o desenvolvimento profissional docente. Araraquara: Junqueira e Marins, 2012, p. 71-104.

CUNHA, M. I. Diálogo com os resultados do estudo: o que aprendemos sobre a qualidade do ensino de graduação e a relação entre ensino, pesquisa, extensão e o desenvolvimento profissional docente? In: CUNHA, M. I. (org.) Qualidade na graduação: a relação entre ensino, pesquisa e extensão e o desenvolvimento profissional docente. Araraquara (SP): Junqueira e Marins, 2012, p. 267-280.

EVANGELISTA, O. A formação universitária do professor: o debate dos anos 1920 e a experiência paulista dos anos 1930. In: MORAES, M. C. M. (org.) Iluminismo às avessas: produção de conhecimento e políticas de formação docente. Rio de Janeiro: DP&A, 2003, p. 21-43.

GADOTTI, M. Organização do trabalho na escola: alguns pressupostos. 2. ed. São Paulo: Ática, 1994.

GATTI, B. (org.) Formação de professores para o ensino fundamental: instituições formadoras e seus currículos. (Relatório Final Pedagogia). Fundação Carlos Chagas. São Paulo, 2008.

GOUVÊA, G. OLIVEIRA, C. I. Educação a distância na formação de professores: viabilidades, potencialidade e limites. Rio de Janeiro: Vieira & Lent, 2006.

GUERRA, M. S. Formação de professores: reflexão e (re)valorização da prática pedagógica na construção do conhecimento. In: NOGUEIRA, I. S. C.; SANTOS, V. L. F (orgs.) Políticas públicas para a educação no Brasil: infância, conselhos de educação e formação de educadores. Curitiba: Editora CRV, 2012. p. 99-115.

HORTON, W. Designing Web-Based Training. New Yok: Wiley, 2000. LOPES SILVA, T. A. Educação inclusiva e formação continuada de professores através da EaD: a experiência da UFAL. Universidade Federal de Alagoas. Dissertação de Mestrado, Maceió, 2010. Disponível em: . Acesso em: 08/04/2015.

MELLO, P. S. Aprendizagens na modalidade EaD: a óptica dos alunos do curso de Letras de uma instituição de ensino superior do Grande ABC. Universidade Metodista de São Paulo. Dissertação de Mestrado. São Bernardo do Campo, 2013. Disponível em: . Acesso em: 08/04/2015.

MESQUITA,P. S. P; MARTINS, S. E. S. O. Políticas educacionais e formação de professores em educação especial na modalidade a distância: o que está disponível da base de dados Scielo.VIII Encontro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial. Londrina, 2013. Disponível em: . Acesso em: 04/04/2015.

MERCADO, L. P. L. (org.) Práticas de formação de professores na educação a distância. Maceió: EDUFAL, 2008.

MORADILLO, E.F. A dimensão prática na Licenciatura em Química da UFBA: possibilidades para além da formação empírico-analítica. Tese de Doutorado, UFBA. Salvador/Bahia, 2010. Disponível em: . Acesso em: 26/07/2016.

NASCIMENTO, I. V. Formação de professores e universidade pública. In: LINHARES, C.F.S. (org.). Formação continuada de professores: comunidade científica e poética – uma busca de São Luís do Maranhão. Rio de Janeiro: DP&A, 2004, p. 103-112.

PASSERINO, L. M. Uma experiência de formação de professores na modalidade EAD. In: CAIADO, K. R.; JESUS, D. M.; BAPTISTA, C. R.(orgs.). Professores e educação especial: formação em foco, v. 1. Porto Alegre: Mediação CDV/FACITEC, 2011, p. 75-90.

RODRIGUES, L. M. B. C.; CAPELLINI, V. L. M. F. Educação a distância e formação continuada do professor. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 18, n. 4, p. 615-628, out-dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 17/01/2015.

SCHLÜNZEN JUNIOR, K. EaD na Unesp: inovação, acessibilidade e formação de educadores. Disponível em: . Acesso em: 17/01/2015.

SILVA, C. R.; SILVA, L. F.; MARTINS, S. T. F. Marx, ciência e educação: a práxis transformadora como mediação para a produção do conhecimento, s/d, vl 1, n. 1, p.7-18.

SILVA, W. C. Formação de professores para a educação básica na universidade e as políticas neoliberais. In: LINHARES, C. F. S. (org.). Formação continuada de professores: comunidade científica e poética – uma busca de São Luís do Maranhão. Rio de Janeiro: DP&A, 2004, p. 113-132.

SOMMER, L. H; BAIBICHI, T. M; PINTO, M. M; DEBALD, B. S.; RAMOS, I. V.; SALAMI, M. C. Qualidade de ensino de graduação e os mitos em discursos institucionais. In: CUNHA, M. I. (org.) Qualidade na graduação: a relação entre ensino, pesquisa e extensão e o desenvolvimento profissional docente. Araraquara: Junqueira e Marins, 2012. p. 39-69

SOUZA, A. R. B.; MEDEIROS, D. R.; GÜNTZEL, C. A relação ensino e pesquisa no ensino superior na perspectiva dos alunos: perspectivas e desafios. In: CUNHA, M. I. (org.). Qualidade na graduação: a relação entre ensino, pesquisa e extensão e o desenvolvimento profissional docente. Araraquara: Junqueira e Marins, 2012, p. 207-224.

SOUSA, V. L. Olhando para a formação de professores: entrevendo a dimensão política da natureza humana. In: NOGUEIRA, I. S. C.; SANTOS, V. L. F. (orgs.) Políticas públicas para a educação no Brasil: infância, conselhos de educação e formação de educadores. Curitiba: Editora CRV, 2012, p. 117-133.

VOLPATO, G; RIBEIRO, M. L. Representações de estudantes universitários sobre qualidade na educação superior. In: CUNHA, M. I. (org.) Qualidade na graduação: a relação entre ensino, pesquisa e extensão e o desenvolvimento profissional docente. Araraquara: Junqueira e Marins, 2012, p. 185-206.

ZANCHET, B. M. B.; FELDKERCHER, N.; STIVANIN, N. F.; SOUZA, H. B. M.; RIBEIRO, G. M.; BORGES, F.; RODRIGUES, M. Docentes universitários iniciantes: preparação profissional e qualidade da Educação Superior. In: CUNHA, M. I. (org) Qualidade na graduação: a relação entre ensino, pesquisa e extensão e o desenvolvimento profissional docente. Araraquara: Junqueira e Marins, 2012, p. 161-184.




DOI: http://dx.doi.org/10.17143/rbaad.v15i0.272

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Fontes de Indexação:

 

© Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância
Brazilian Review of Open and Distance Learning Rua Vergueiro, 875 - 12º andar, conjuntos 123/124
Liberdade - CEP 01504-000 - São Paulo - Brasil
Tel: (55) 11 3275-3561 / Fax: (55) 11 3275-3724
rbaad@abed.org.br