Ambientes Virtuais de Aprendizagem no Ensino Superior Presencial: o processo de adoção da tecnologia na perspectiva do docente

Daniel Thomé de Oliveira, Marcelo Nogueira Cortimiglia, Magali Teresinha Longhi

Resumo


A preocupação com os processos de adoção e difusão dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem é crescente, à medida que tal tecnologia vem sendo utilizada cada vez mais como ferramenta de apoio aos processos de ensino-aprendizagem na educação superior presencial. Este estudo objetiva compreender as condições ambientais para a adoção e difusão de Ambientes Virtuais de Aprendizagem no ensino superior presencial na perspectiva do docente, valendo-se de um estudo de caso em uma universidade federal do sul do Brasil. Para tanto, utilizou-se como guia de análise os construtos que compõem a Teoria Unificada de Aceitação e Uso da Tecnologia – UTAUT. Os resultados revelam o papel das condições estruturais e de gestão da instituição na ado- ção e difusão da tecnologia, além da caracterização do uso dos ambientes virtuais pelos docentes na universidade estudada. Sugere-se, ainda, uma abordagem mais holística na investigação dos fenômenos, levando em consideração o estilo de ensino do docente, bem como o histórico das diferentes unidades acadêmicas em relação às tecnologias em questão.

Palavras-chave


Ambiente virtual de aprendizagem. Adoção. Difusão. Ensino presencial.

Texto completo:

PDF PDF - Espanhol PDF - Inglês

Referências


BOBSIN, D.; VISENTINI, M. S.; RECH, I. Em busca do estado da arte do Utaut: ampliando as considerações sobre o uso da tecnologia DOI: 10.5585/rai. v6i2.275. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 99-118, 2009.

BOGHIKIAN-WHITBY, S.; MORTAGY, Y. The effect of student background in e-learning–longitudinal study. Issues in Informing Science and Information Technology, California, v. 5, p. 107-126, 2008.

BOWER, B. L.; HARDY, K. P. From correspondence to cyberspace: changes and challenges in distance education. New Directions for Community Colleges, Hoboken, v. 2004, n. 128, p. 5-12, 2004.

CHIU, C. M. et al. Usability, quality, value and e-learning continuance decisions. Computers & Education, Maryland Heights, v. 45, n. 4, p. 399-416, 2005.

DWIVEDI, Y. K. et al. A meta-analysis of the Unified Theory of Acceptance and Use of Technology (UTAUT). In: Governance and sustainability in information systems: managing the transfer and diffusion of it. Springer: Berlin/Heidelberg, 2011. p. 155-170.

FRANCO, S. R. K. Educação a distância na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: UFRGS, 2004.

GODSCHALK, D. R.; LACEY, L. Learning at a distance technology impacts on planning education. Journal of Planning Education and Research, Atlanta, v. 20, n. 4, p. 476-489, 2001.

GODWIN, S. J.; THORPE, M. S.; RICHARDSON, J. T. E. The impact of computer‐mediated interaction on distance learning. British Journal of Educational Technology, London, v. 39, n. 1, p. 52-70, 2008.

HSU, J. S. C. et al. Users as knowledge coproducers in the information system development project. International Journal of Project Management, v. 30, n. 1, p. 27-36, 2012.

HUERTAS, A. Teaching and learning logic in a virtual learning environment. Logic Journal of IGPL, Oxford, v. 15, n. 4, p. 321-331, 2007.

KAUFMANN, S. M. A. Tecnologia da informação em uma instituição de ensino superior: fatores que influenciam sua utilização. 2005. 117 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

LAPOINTE, L.; RIVARD, S. A multilevel model of resistance to information technology implementation. Mis Quarterly, Minneapolis, v. 29, n. 3, p. 461-491, sep. 2005.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Tradução Carlos Irineu da Costa. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993.

______. Cibercultura. Tradução Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora, v. 34, 1999.

LONGHI, M. T. et al. Desafios para universalizar as tecnologias de informação e comunicação no apoio ao ensino e aprendizagem. In: CONFERENCIA DE DIRECTORES DE TECNOLOGÍA: GESTIÓN DE LAS TI EN AMBIENTES UNIVERSITARIOS, 2., 2012, Lima. Actas… Lima: RedCLARA, 2012. p. 207-216.

MA, W. W. K.; ANDERSSON, R.; STREITH, K. O. Examining user acceptance of computer technology: an empirical study of student teachers. Journal of Computer Assisted Learning, Oxford, v. 21, n. 6, p. 387-395, 2005.

MAIA, M. de C.; MEIRELLES, F. de S. Educação a distância: o caso Open University. RAE-eletrônica, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2002.

NITZKE, J. A.; GRAVINA, M. A.; CARNEIRO, M. L. O percurso e a institucionalização da EaD na UFRGS. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENSINO SUPERIOR A DISTÂNCIA, 5., 2008, Brasília. Anais... Brasília: Unirede, 2008.

OLIVEIRA, D.; Thomé; C. M. N.; FOGLIATTO, F. S. Aplicação de pesquisa ação na operacionalização da gestão do conhecimento em ambientes virtuais de aprendizagem a distância. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 28., 2008, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Abepro, 2008. p. 1-14.

PEAT, M. Towards First Year Biology online: a virtual learning environment. Educational Technology & Society, Athabasca, v. 3, n. 3, p. 203-207, 2000.

ROGERS, E. M. Diffusion of innovations. 5. ed. New York: Free Press, 2003.

SELIM, H. M. Critical success factors for e-learning acceptance: confirmatory factor models. Computers & Education, Maryland Heights, v. 49, n. 2, p. 396-413, 2007.

STRAUB, E. T. Understanding technology adoption: theory and future directions for informal learning. Review of Educational Research, Berkeley, v. 79, n. 2, p. 625-649, 2009.

ŠUMAK, B.; HERIČKO, M.; PUŠNIK, M. A meta-analysis of e-learning technology acceptance: the role of user types and e-learning technology types. Computers in Human Behavior, v. 27, n. 6, p. 2067-2077, 2011.

TAIT, P.; VESSEY, I. The effect of user involvement on system success: a contingency approach. MIS quarterly, Minneapolis, v. 12, n. 1, p. 91-108, 1988.

TAIWO, A. A.; DOWNE, A. G. The Theory of User Acceptance and Use of Technology (UTAUT): a meta-analytic review of empirical findings. Journal of Theoretical & Applied Information Technology, Islamabad, v. 49, n. 1, p. 48-58, 2013.

TORI, R. Educação sem distância: as tecnologias interativas na redução de distâncias em ensino e aprendizagem. São Paulo: Senac, 2010.

VAN RAAIJ, E. M.; SCHEPERS, J. J. L. The acceptance and use of a virtual learning environment in China. Computers & Education, Maryland Heights, v. 50, n. 3, p. 838-852, 2008.

VENKATESH, V. et al. User acceptance of information technology: toward a unified view. MIS quarterly, Minneapolis, v. 27, n. 3, p. 425-478, 2003.

VENKATESH, V.; THONG, J.; XU, X. Consumer acceptance and use of information technology: extending the unified theory of acceptance and use of technology. MIS quarterly, Minneapolis, v. 36, n. 1, p. 157-178, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.17143/rbaad.v14i0.263

Fontes de Indexação:

 

© Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância
Brazilian Review of Open and Distance Learning Rua Vergueiro, 875 - 12º andar, conjuntos 123/124
Liberdade - CEP 01504-000 - São Paulo - Brasil
Tel: (55) 11 3275-3561 / Fax: (55) 11 3275-3724
rbaad@abed.org.br