Licenciatura em Matemática na modalidade EaD: um estudo sobre o uso de softwares no Estágio Supervisionado

Daiane dos Santos Corrêa Cabanha, Suely Scherer

Resumo


Este artigo é o recorte de uma pesquisa, cujos resultados apresentam uma análise sobre o uso de softwares no Estágio Supervisionado em um curso na modalidade de Educação a Distância (EaD). Os acadêmicos participantes da pesquisa fazem parte da primeira turma de um curso de Licenciatura em Matemática em EaD, oferecido em uma instituição pública vinculada ao sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). A turma iniciou o curso no segundo semestre do ano de 2008 e finalizou no primeiro semestre do ano de 2012. As informações foram coletadas por meio de questionários levados pelos professores a quatro polos do curso. As análises foram fundamentadas nos estudos de Valente (2011) e de Papert (2008), sobre as abordagens para o uso de computadores na educação, apontando indícios de pouco uso de softwares no Estágio Supervisionado. O baixo percentual de acadêmicos que citaram a utilização de software pode estar relacionada à abordagem de uso.

Palavras-chave


Formação de Professores, Softwares, Estágio Supervisionado, Educação a Distância.

Texto completo:

PDF PDF - Espanhol PDF - Inglês

Referências


ALMEIDA, M. E. B.; VALENTE, J. A. Tecnologias e currículo: trajetórias convergentes ou divergentes? São Paulo: Paulus, 2011.

ALMEIDA, M. E. B. Informática e formação de professores. Brasília: Ministério da Educação, 2000. Disponível em: . Acesso em: 5 set. de 2014.

______. Formação de professores para inserção do computador na escola: inter-relações entre percepções evidenciadas pelo uso do software CHIC. Educação, Matemática e Pesquisa, São Paulo, v. 4, n. 2, 2002. Disponível em: . Acesso em: 1 abr. 2012.

BITTAR, M. A abordagem instrumental para o estudo da integração da tecnologia na prática pedagógica do professor de matemática. Educar em Revista, Curitiba, v. 1, p. 157-171, 2011.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 1, de 18 de fevereiro de 2002. Diretrizes para a formação inicial de professores de educação básica, em cursos de nível superior. Diário Oficial da União, Brasília, 9 abr. 2002.

GOULART, M. B. A formação de formadores e a integração do computador na licenciatura em Matemática. 2009. 205 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009.

PAPERT, S. A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Porto Alegre: Artmed, 2008.

PIRES, C. M. C. Reflexões sobre o Estágio Supervisionado a partir da implementação de um curso de licenciatura em Matemática, na modalidade Educação a Distância. Perspectivas da Educação Matemática, Campo Grande, v. 4, 2011.

SCHERER, S. Estágio Supervisionado e a atitude do orientador: planejando aulas de Matemática para ambientes informatizados. Perspectivas da Educação Matemática, Campo Grande, v. 4, 2011.

Projeto Político do Curso de Licenciatura em Matemática (PPC). Modalidade de Educação a Distância. Campo Grande, 2009.

VALENTE, J. A. Educação a distância: criando abordagens educacionais que possibilitam a construção de conhecimento. In: ARANTES, V. A. et al. Educação a distância: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2011.

______. A educação a distância possibilitando a formação do professor com base no ciclo da prática pedagógica. In: MORAES, M. C. Educação a distância: fundamentos e práticas. Campinas: Unicamp/Nied, 2002. p. 27-50.

______. Por que o computador na educação. In: ______. (Org.). Computadores e conhecimento: repensando a educação. 2. ed. Campinas: Unicamp, 1998. p. 29-53.

VIEL, S. R. Um olhar sobre a formação de professores de Matemática a distância: o caso do CEDERJ/UAB. 2011. 219 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.17143/rbaad.v13i0.258

Fontes de Indexação:

 

© Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância
Brazilian Review of Open and Distance Learning Rua Vergueiro, 875 - 12º andar, conjuntos 123/124
Liberdade - CEP 01504-000 - São Paulo - Brasil
Tel: (55) 11 3275-3561 / Fax: (55) 11 3275-3724
rbaad@abed.org.br