Conceitos, fundamentos e ferramentas para o Design comprometido com o tema Educação a Distância

  • Cristina Portugal e Rita Couto
Palavras-chave: design, educação a distancia, ambientes virtuais de aprendizagem

Resumo

Conceitos, fundamentos e ferramentas para o Design comprometido com o tema Educação a Distância são discutidos com o objetivo fornecer subsídios para a inserção do designer na busca de modelos diferenciados para ambientes de aprendizagem mediados pela tecnologia. Abordando questões relacionadas ao impacto das novas tecnologias para a educação a distância, o artigo analisa a atuação do designer como potencializador da informação e da comunicação em ambientes de aprendizagem mediados pela internet. Problemas de comunicação e de informação foram considerados fatores essenciais na configuração de ambientes educacionais mediados pela tecnologia em ambientes de Educação a Distância. C om tais procedimentos visa-se o desenvolvimento de interfaces centradas no usuário e a melhoria dos padrões de ambientes educacionais, tornando o aprendizado a distância mais produtivo e interativo. Estes estudos possibilitaram uma visão geral exploratória sobre o problema do Design de Interfaces computacionais para ambiente de aprendizagem a distância mediado pela internet, que resultou na elaboração do Guia de Análise do Design de Interface - GADI. Para a validação do guia foi utilizado o ambiente ‘Oficina Projeto Didático’, que é oferecida pela CCEAD, Coordenação Central de Educação a Distância da PUC-Rio. Este, utiliza o LMS (Learning Management System) denominado Aulanet,

Biografia do Autor

Cristina Portugal e Rita Couto
Atualmente está desenvolvendo sua pesquisa de doutorado na Universidade de Sevilha – Espanha, como bolsista da CAPES. Doutoranda em Design, Mestre em Design (2004) e Bacharel em Comunicação Visual (1985) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio dePUC-Rio). Especialização em Graphic Design (1986), na U. C. Berkeley Extension - California, USA. Pesquisadora do Laboratório de Pedagogia do Design do Departamento de Artes & Design da PUC- Rio. Experiência profissional de mais de 12 anos em desenvolvimento e aplicação de projetos educacionais em diversas escolas do Rio de Janeiro como socia–diretora da empresa SINAPSE Tecnologia Educacional.

Referências

BELLONI, M. L. (2001). Educação à Distância. Campinas. Autores Associados.

BONFIM, G. A. (1997). Fundamentos ou uma Teoria Transdisciplinar do Design: morfologia dos objetos de uso e sistemas de comunicação. Estudos em Design v. 5, n º 2. Rio de Janeiro.

CAMPOS, G. H. B., COUTINHO L. M., ROQUE G. O. (2003). Inclusão Digital como Instrumento de Inclusão Social. O fio condutor deste artigo está nas questões sobre o impacto das novas tecnologias para a educação. Ano XXVI, n. º 50,, 141-153

COELHO, L. A. (2003). Virtualidade. Disponível em: http://wwwusers.rdc.pucrio.br/imago/.

COUTO, R. M. de S. (1999). “Contribuição para um Design Interdisciplinar”. Estudos em Design. v.7, Rio de Janeiro.

DEVLIN, K. (2001). Turning Information into Knowledge. New York. W. H. Freeman and Company.

DEMO, P. (2000), "A Tecnologia na Educação e na Aprendizagem”. Palestra ministrada no dia 27/05/2000 no Educador 2000. Congresso Internacional de Educação. 2000.

DONDIS, A. D. (2003). A Sintaxe da Linguagem Visual. São Paulo. Martins Fontes.

FERREIRA, P. C. (2007). Considerações preliminares para uma proposta de curso de Mestrado em Design a Distância. Dissertação de mestrado. Departamento de Artes & Design PUC-Rio.

GOMES FILHO, J. Gestalt do Objeto. São Paulo. Escrituras, 2003GUILLERMO, A. Design: do Virtual ao Digital. Rio de Janeiro. Rio Books, 2002.

JOHNSON, S. (2001). Cultura da Interface como o Computador Transforma a nossa Maneira de Criar e Comunicar. Rio de Janeiro. Jorge Zahar.

LÉVY, P. (1996). O Que é Virtual. Rio de Janeiro: Editora 34.

LUCENA, C. A. P. (2003). "Design de Aplicações E-learning". Anais do 2º Congresso de Internaciomal de Ergonomia e Usabilidade, Design de Interfaces e IHC. Junho. PUC-Rio.

MAMEDE-NEVES, A. (1999). CD-Rom Aprendendo Aprendizagem. Rio de Janeiro. PUCRio.

MANDEL, T. (2003). Interface and Interaction Prototyping and Design. Dispon'vel em: http://www.theomandel.com/services/interfacedesign.html.

MARCUS, A. (1992). Graphic design for eletronic documents and user interfaces. New York. ACM Press.

MARGOLIN, V. (1998). O Designer e a Situação Mundial. in Arcos. Rio de Janeiro. Contra Capa.

MULLET, K. e SANO, D. (1995). Designing Visual Interfaces. Mountain View, CA: SunsiftPressl.

NIELSEN, J. (2003). Useit.com: Jakob Nielsen's Website Disponível em: http://www.useit.com/.

NORMAN, D. A. (1999). The invisible Computer. Why good products can fai, the personal computeris so complex and information apliances are the solutions. EUA: MT Press.

NORMAN, K L. (2003). The Psychology of Menu Selection: Designing Cognitive Control at the HCI. Disponível em: http://lap.umd.edu/pomsFolder/pomsHome.html.

PADOVANI, S. (2003). "Efeitos da utilização de mapas globais metafóricos no desenvolvimento de mapas cognitivos por usuários de hipertextos" . Anais do 2º Congresso de Internaciomal de Ergonomia e Usabilidade, Design de Interfaces e Interação Humano Computador. 06 e 07 de Junho. PUC-Rio, Rio de Janeiro.

PORTUGAL, C. (2004). Design como interface de comunicação para ambientes de aprendizado mediados pela internet. Dissertação de Mestrado, Departamento de Artes & Design. PUC-Rio.

PREECE, J. (1994). Human-Computer Interection. Addison- Wesley.

RAMAL, A C. (2001). Educação na Cibercultura. São Paulo. Armed.

REZENDE, A. C. (2003). Hipertexto, Construção de Conhecimento e a Disponibilização de Material Didático na Internet. Dissertação de Mestrado. PUC-Rio, Rio de Janeiro.

SERG (Semiotic Engineering Research Group. PUC-Rio. (2003). Disponível em: http://www.serg.inf.puc-rio.br/.

SOUZA, C, S. de; LEITE, J. C.; PRATES, R. O.; BARBOSA, S D.J. (1999). Interação Humano-Computador: Perspectivas Cognitivas e Semióticas. JAI'99 Proceedings. SBC 99 - Rio de Janeiro Educação e Aprendizagem na Sociedade da Informação. PUC-Rio.

Web Style Guide. (2003). Disponível em: http://www.webstyleguide.com/index.html?>.

WINOGRAD, T. (1996). Bringing Design to Software. New York. ACM Press.

Publicado
2008-05-24
Edição
Seção
Artigos