Teoria x EaD x Tempos Velozes

  • Isabel Rodriguez
Palavras-chave: Designers instrucionais

Resumo

Este artigo trás reflexões sobre a relevância do uso de teorias e perspectivas teóricas para o planejamento, projeto, implementação e avaliação instrucional. A autora discute a urgência de uma nova abordagem na busca de referencial teórico para o trabalho de pedagogos e designers instrucionais, mais especificamente em relação à educação a distância. Este referencial teórico deverá apoiar a construção de ambientes eficientes de ensino-aprendizado, apropriados aos tempos velozes e impermanentes como os que vivemos atualmente.

Referências

Briggs, L. e Wager, W.1981. Handbook of Procedures for the Design of Instruction. Second Edition. Englewood Cliffs, New Jersey: Educational Technology Publications;

Gredler, M. 2001. Learning and Instruction – Theory into Practice. New Jersey: Merril Prentice Hall;

Chaves, E. 2003. Não é qualquer escola que serve: a escola que queremos. Palestra proferida em 13/06/2003;

Goodyear, P. 1997. The ergonomics of learning environments: learner-managed learning and new technology - CSALT, Lancaster University, Lancaster, LA1 4YL, UK;

Goodyear, P. 1999. Environments for lifelong learning: ergonomics, architecture and the practice of educational technology. Universidade de Bergen, Noruega;

Romiszowski, A. 1986. Developing Auto-Instrucional Materials – Instrcutional Development Series. Londres: Kogan Page;

Romiszowski, A. 1981. Designing Instrucional Systems – Decision making in course planning and curriculum design. Londres: Kegan Page;

Radford, A. 2000. The future of Multimedia in Education. em http://www.firstmonday.dk/issues/issue2_11/radford (visitada pela última vez em 27/10/2001;

Azevedo, W. 2003. Anotações de leitura sobre “A conexão Planetária: o mercado, o ciberespaço, a consciência, de Pierre Lévy (S. Paulo: Editora 34). 2001. material disponibilizado no Grupo de Estudos online sobre Pierre Lévy, promovido pela AQUIFOLIUM em 2003;

Spector, J. e da la Teja, I. 2001. Competencies for online teaching. ERIC Digest – Dezembro 2001;

Buckingham, M e Coffman, C. 1999. First, Break All the Rules: What the World's Greatest Managers Do Differently. Simon & Schuster. ISBN 0684852861;

revista eletrônica I-Coletiva. Número 25. publicado em 12/02/2004. http://www.icoletiva.com.br/secao.asp?tipo=editorial, visitada em 12/02/2004;

Romiszowski, A. 2003. RBAAD – Editorial em Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta a Distância. Volume 1/Número 2;

Portugal, C. 2003. Educação a distância: o design como agente do “diálogo” mediado pelas interfaces computacionais. RBAAD. Número X. Volume Y;

Profmm Neto. S. 1987. Psicologia da Aprendizagem e do Ensino. São Paulo: EPU – Editora Pedagógica e Universitária;

Gentile, P. E Bencini, R. 2002. Construindo Competências. Relato de entrevista com Philippe Perrenoud na Universidade de Genebra, Suiça.

Publicado
2008-05-24
Edição
Seção
Artigos